Você é tão limitado assim?

Acorrentado

Imagine que você conseguiu um emprego legal, com um bom salário digamos de uns R$2.500 com direito a convênio médico e Vale Alimentação, daqueles que você pode gastar no supermercado.

Imagine agora que  você trabalha apenas 8h por dia, de Segunda à Sexta, e muito de vez em quando faz algumas horas extras no Sábado, sobrando bastante tempo pra lazer.

Imagine também que, em razão de você ter sido agraciado ou agraciada com esse maravilhoso emprego, você conseguiu juntar um dinheirinho depois de 5 ou 6 anos trabalhando naquela mesma empresa, pra dar entrada no seu apartamento através do projeto “Minha Casa, Minha Vida”. E agora, com a ajuda de Deus, em 25 anos você será dono do seu próprio teto, e já poderá pensar em se aposentar em paz.

Como você se sente ao imaginar isso? Bem? Esse é o seu sonho também?

Já eu fico irritado, e vou explicar o por quê.

Agora, antes de explicar porque eu fico irritado quero deixar claro que este é um texto de desconstrução. Então talvez você não se sinta inspirado com esse texto, porque o que eu tenho pra dizer hoje tem o objetivo, não de acrescentar algo à você, mas de tirar. E eu espero sinceramente ter sucesso nisso hoje.

Também  peço que, independente de você ser regra ou exceção, não fique triste comigo. Prometo que não tenho intenção nenhuma de ofender você, pelo contrário, quero que você seja o melhor que pode ser.

Fico irritado porque fizeram você acreditar que isso é uma boa vida, mas não é. Isso é uma sub vida.

Como é possível alguém acreditar que enterrar o potencial humano 8 horas por dia trabalhando com o que não gosta, por 25 anos, em troca de uma casa pra desfrutar nos finais de semana é uma coisa boa?

Sim, porque eu duvido muito que você escolha emprego porque você gosta do que faz, mas sim porque você precisa trabalhar.

É claro que eu estou falando aqui para A MAIORIA das pessoas. Podem haver exceções e eu espero realmente que haja.

Acontece que a maioria das pessoas que acreditam que o que eu escrevi no começo desse texto é um sonho a ser perseguido, escolheu sonhar tão baixo assim porque não sabe ou não acredita que pode sonhar muito mais alto do que isso.

E eu não estou falando de uma casa maior ou de um salário maior, não é isso. Estou falando de um estilo de vida em que o fato de você existir faz diferença para o mundo.

Já parou pra pensar que se você morrer agora não vai fazer a menor falta pro mundo?

Pois é, porque a maioria de nós gasta a vida inteira só pra pagar as contas e deixar alguma coisa para os filhos, enquanto algumas poucas pessoas causam um verdadeiro impacto no mundo.

Eu gostaria que não fossem poucas essas pessoas, mas se é assim que tem que ser, tudo bem, só que eu vou fazer parte dessas poucas.

É por isso que eu escrevo, e é por isso que eu faço tudo o que eu faço. Pra que o mundo seja um lugar melhor porque eu estive aqui. Essa é a minha ambição. É por esse sonho que eu acredito que vale a pena trabalhar por 25 anos ou mais.

Já pensou o quão maior pode ser o seu mundo se você perder um pouquinho do medo de viver? Ou perder um pouquinho do medo do que as pessoas vão pensar? Ou perder um pouquinho do medo de perder as pessoas que ama?

Porque qualquer decisão que você toma por medo, saiba, é uma decisão equivocada.

Aliás, “Até bem pouco tempo atrás, Poderíamos mudar o mundo, Quem roubou nossa coragem?” já diria Renato Russo. Ah, é, ninguém mais ouve Legião Urbana.

Também não acho que você precisa ouvir Legião pra saber que tem alguma coisa errada, e não é com a Dilma ou com o que quer que seja que você queira colocar a culpa. Você não está ouvindo o seu coração.

Eu sei que parece clichê, e não ligo que seja, mesmo porque a maioria dos clichês são clichês porque um dia foram verdade para muitos.

Acontece que dentro de você está a resposta.

Você existe com um propósito, uma missão. E você descobre essa missão ouvindo o seu coração, descobrindo o que você quer de verdade.

É sério mesmo que a missão da sua vida é juntar dinheiro pra comprar um apartamento?

Você é maior do que isso e sabe disso. E apesar de não ter coragem de virar a mesa, jogar tudo pro alto e seguir seus sonhos, você sabe lá no fundo que você deveria fazer exatamente isso.

Sabe qual é a diferença entre viver e sobreviver? É que o primeiro persegue e vive seus sonhos, enquanto o segundo assiste filmes sobre a história do primeiro.

O que vive entra em campo, enquanto o que sobrevive  assiste de casa na tv dizendo que faria melhor se estivesse jogando.

O que vive tenta e falha, enquanto o que sobrevive zomba do que falhou, e se orgulha de nunca ter falhado igual, esquecendo de mencionar que não falhou porque nunca tentou.

O que vive tenta de novo e consegue, enquanto o que sobrevive diz que foi sorte, e se lamenta por não ser tão sortudo assim.

O que vive e o que sobrevive tem chances iguais, mas todos os dias milhares de pessoas escondidas sob camadas e mais camadas de medos e traumas gritam para todos os ventos que são vítimas do sistema, da vida, do destino, do governo, de Deus e do Diabo, sem sequer se dar a chance de tentar, porque em suas mentes limitadas, já sabem que não vão conseguir.

Você é tão limitado assim?

Eu sei que nem todos são heróis, mas nenhum dos nossos heróis tinha super poderes. Todos os líderes do mundo são apenas humanos, como eu e você. E se eles conseguiram, você também consegue.

Mas eu sei que a diferença principal entre quem consegue e quem não consegue realizar seus sonhos não está na diferença social ou nas oportunidades, como dizem. Está na Vontade, com V maiúsculo. Uma Vontade tão grande que não se permite pensar em possibilidade alguma de aquilo não acontecer.

É essa a Vontade que separa os homens dos meninos na vida.

Se você quer uma coisa de verdade, lute com unhas e dentes para conseguir. Agora, se você não está disposto a fazer o que for preciso para conseguir aquilo que você diz querer de verdade, você não merece. Mas pior do que nunca viver o seu sonho, é saber que isso vai te atormentar pelo resto da vida.

Sempre que você estiver sozinho e o silêncio pegar você desprevenido, a frustração de não ter feito o que você realmente queria fazer virá à tona.

Eu não aconselho você a viver com isso.

Existe todo um mundo esperando por você aqui fora, e se você for digno dele, prove. Saia do lugar e mostre que você não é só mais um peso morto nessa Terra que só serve de mão de obra pra quem tem dinheiro.

É isso que você é? Mão de obra?

Espero que não.

Giordano Nârada
maisdoqueideias

Giordano Narada

Giordano Narada é empresário, criador da maisdoqueideias, acredita que ideias são sementes de realidade. Idealizador de diversos treinamentos onlines, tem ajudado centenas de pessoas a construir renda a partir da Internet começando do zero, defendendo a ideia de que qualquer pessoa pode empreender se tiver apenas dois elementos simples: Vontade e Informação.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *