Qual é o seu maior inimigo?

 

O medo é o seu maior inimigo, porque o medo é o maior inimigo da Vontade.

Frequentemente, o medo é a única barreira entre você e os seus sonhos, e os sonhos são, na verdade, uma densificação da Vontade.

É claro que, quando falo de sonhos aqui, não falo daqueles sonhos que você tem enquanto está dormindo, mas sim, dos seus objetivos de vida que tem como consequência lhe gerar realização em algum nível. Isso são sonhos. E os sonhos são projeções da Vontade.

A Vontade é o seu potencial buscando expressão, isto é, suas capacidades pedindo para serem transformadas em ações e, em seguida, em realizações. Para ficar ainda mais claro, quando você tem Vontade de alguma coisa, significa que tudo o que você precisa para ter, ser ou fazer o que você quer já está dentro de você como matéria prima, pedindo para sair de você e se transformar naquilo que você quer. Isso é Vontade. E os sonhos são a linguagem da Vontade.

Agora, o medo, que é o tema deste texto, existe em dois níveis: o físico e o psíquico. Continue comigo que eu vou explicar…

O medo físico é a reação natural do cérebro a uma situação de perigo. Não há nada de errado com o medo físico, ele é nosso aliado. É esse medo natural que nos livra de muitos acidentes e situações perigosas. Sem ele as coisas seriam bem mais sangrentas do que já são. Mas não é desse medo que quero falar hoje, e sim do medo psicológico e cultural. Aquele medo que não tem razão de ser ou, quando tem, é em razão de conjecturas, de possibilidades, é o tal do “mas e se…”. Esse é o medo que é o inimigo da Vontade.

Por exemplo, você que trabalha 8 horas do seu dia em um emprego que detesta, ao lado de pessoas que não gosta, ganhando um salário que mal dá para sobreviver, mas continua voltando lá todos os dias, vez após vez, mesmo quando dói no peito. Por que você faz isso?

Por medo.

É claro que você vai encontrar mil desculpas para justificar a razão de você continuar lá. Vai dizer que quando você tem filhos, não pode se arriscar, ou que você não tem um curso superior e por isso não consegue um emprego melhor, ou que aquilo que você gostaria de fazer não dá dinheiro, ou que não tem dinheiro para investir no que quer fazer. Enfim, eu poderia citar pelo menos uma centena das desculpas que já ouvi ao longo dos meus bem intensamente vividos 30 anos de idade. E também poderia contornar cada uma destas desculpas com pelo menos uma dezena de possibilidades para sair dessa, mas todas as saídas teriam duas coisas em comum: algum sacrifício e MUITO trabalho.

Mas você teria medo.

O Sistema lhe dá uma falsa sensação de segurança, enquanto suga toda a sua vitalidade e mata seus sonhos ao mesmo tempo. Sua Vontade é calada pelo medo de viver fora do Sistema, e você vive uma vida infeliz. Você sobrevive, ou melhor, sub-vive na esperança de que um dia a sorte faça alguma coisa por você, porque se depender de você tomar uma atitude radical na sua vida, não vai acontecer, porque você tem medo.

Enquanto você se deixar paralisar pelo medo, sua Vontade não se realizará.

Ter medo faz parte da vida, e nem todo mundo consegue encarar algo novo sem sentir um pouco de insegurança. É novo, não dá pra ter certeza do que vem logo à frente, mas ainda que você tenha medo de mudar, não se deixe paralisar por isso. Faça com medo mesmo, e a recompensa virá.

Até os meus 5 anos de idade, eu tinha muito medo do escuro, e havia um quarto vazio na minha casa que não tinha luz. Um dia eu resolvi entrar lá, de noite, no escuro mesmo, e testar o meu medo. Eu tinha só 5 anos, mas queria saber do que eu tinha medo. Então eu fui, com medo mesmo, todo arrepiado, meio tremendo, e fechei a porta do quarto comigo dentro. Ficou tudo escuro, e fiquei parado, com medo, esperando para ver o que aconteceria. Depois de algum tempo, nada aconteceu, exceto uma coisa: meus olhos começaram a se acostumar com a escuridão, e eu comecei a reconhecer algumas coisas, como as paredes e a porta, e percebi que não havia nada lá além de mim, e que o escuro não era nada. Eu achava que o escuro era alguma coisa, mas não era nada, e também não tinha nada no escuro. Nenhum monstro, nada. Então me acalmei.

Desde aquele dia, eu passei a ter essa mesma atitude com tudo o que me dá medo na vida. Se eu tenho medo de alguma coisa, aquilo praticamente me obriga a seguir em frente, até que eu descubra do que eu tenho medo. Aí acontecem, das duas, uma. Ou eu descubro do que eu tenho medo, e resolvo, ou eu descubro que não era nada, e resolvo também. Mas de qualquer modo, eu resolvo.

Mais à frente, já adulto, eu descobri que toda decisão tomada por culpa ou por medo, é uma decisão equivocada. Sempre machuca mais uma decisão tomada por medo do que uma decisão tomada por Vontade. Não estou dizendo que você não vai se machucar quando fizer coisas que quer de verdade, vai sim. Você vai se machucar porque muita gente que você gosta não vai entender suas decisões, porque ainda estão presos ao sistema, e provavelmente vão se afastar de você. E quem não se afastar de você, vai ficar tentando minar as suas forças, lutando contra, ainda que sem querer, ainda que por achar que estão fazendo a coisa certa, e isso vai te machucar. Mas depois, quando o resultado aparecer, quando você se realizar, tanto você quanto eles ficarão bem, e você vai ver que valeu à pena.

Sempre vale à pena vencer o medo para fazer aquilo que você quer de verdade.

Qual é o quarto escuro que você tem na sua vida? Seja qual for, não fuja mais dele. Entre e feche a porta com você lá dentro, e fique lá até perceber que não há nada a temer. Não saia de lá até entender isso. E se tem alguma coisa que você gostaria de fazer mas não tem feito por medo, faça. Vá com medo mesmo, e você vai perceber duas coisas:

Primeiro, que o medo não dura pra sempre. Ele só existe enquanto você o alimentar.

Segundo, você vai perceber que o medo, na maioria das vezes, é sinal de uma grande recompensa. Todas as vezes que eu tive medo de fazer alguma coisa, mas fiz mesmo assim, eu tive uma grande recompensa.

É como se a cultura enraizada em você, que foi criada pelo sistema, tivesse a função de gerar em você o medo de tudo aquilo que é bom. Então, quando você vê algo realmente bom, libertador, que vai trazer vida de verdade, você sente medo, por causa dessa cultura de escravo.

Algumas vezes, aquilo que parece bom demais pra ser verdade, é verdade mesmo!

Resumo da ópera: o medo é o maior inimigo da Vontade porque é resultado de uma cultura escravagista que tem o objetivo de impedir você de alcançar os seus sonhos. Então, se você tiver medo de fazer alguma coisa, faça mesmo assim. Não aceite o medo como argumento. Na verdade, interprete o medo como um sinal de que há uma grande recompensa naquilo que você está se propondo a fazer.

Combinado?

Giordano Nârada
maisdoqueideias

Giordano Narada

Giordano Narada é empresário, criador da maisdoqueideias, acredita que ideias são sementes de realidade. Idealizador de diversos treinamentos onlines, tem ajudado centenas de pessoas a construir renda a partir da Internet começando do zero, defendendo a ideia de que qualquer pessoa pode empreender se tiver apenas dois elementos simples: Vontade e Informação.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *