32 de 101 – POR QUE MEUS DESEJOS NÃO SE TORNAM REALIDADE? Parte 2

POR QUE MEUS DESEJOS NÃO SE TORNAM REALIDADE? Parte 2

32 de 101 - Por Que Meus Desejos Não Se Tornam Realidade - Parte 2

Se você leu a parte 1 desse texto, já sabe que uma das razões pelas quais nossos desejos não se tornam realidade, é A PALAVRA.

A segunda razão pela qual nossos desejos não se tornam realidade, é porque permanecem no campo das ideias, ao invés de descer para o campo das metas.

Enquanto um desejo não se torna meta, ele não se torna também viável. Um desejo só passa a ser viável quando se torna uma meta.

Mas Giordano, desejos e metas não são a mesma coisa?

Não, não são.

Um desejo não tem nenhum compromisso com a realidade, ou seja, você pode desejar qualquer coisa, ainda que isso seja inviável.

Por exemplo, eu posso desejar viver para sempre, mesmo que eu não tenha a menor ideia de como fazer isso acontecer.

Esse é um desejo que permanece no campo das ideias, mas ainda não desceu para o campo das metas, e as chances são muito grandes de que esse desejo NÃO se torne realidade.

Agora, se eu for capaz de trazer esse desejo do campo das ideias para o campo das metas, pode ser que haja uma chance de que esse desejo se torne realidade.

Mas como fazer para que um desejo se torne uma meta? É simples, você precisa de um plano.

Isso mesmo, enquanto você não tem um plano para transformar seu desejo em realidade, ele é apenas um desejo e nada mais.

Porém, quando você desenvolve um plano para que o seu desejo se torne realidade, você deixa de ter um desejo e passa a ter uma meta.

Larry Page, o fundador do Google, tem um projeto que tem o objetivo de vencer a morte.

Mas não é apenas um desejo, como o que eu coloquei acima. É um centro de pesquisa que, entre outras coisas, pesquisa como vencer o Câncer, que é uma das maiores causas de morte do mundo hoje, e também como retardar o envelhecimento.

Esse cara tem uma meta e está trabalhando nela. Ele tem um plano.

As chances de ele conseguir vencer a morte são muito maiores do que as minhas, que apenas desejo isso.

Trazendo um pouco mais para a nossa realidade, desejar algo, ainda que seja mais simples do que vencer a morte, não é a mesma coisa que estabelecer isso como meta.

Quando você estabelece uma meta, você VAI FAZER aquilo que disse.

Então, se eu desejo ter um negócio próprio, preciso começar a pensar em que negócio será esse e como EU FAREI com que esse negócio se torne realidade.

Note que eu disse EU FAREI, e não disse que as coisas acontecerão por si mesmas.

Desejos é que são assim. Desejamos que as coisas aconteçam, independente do que venhamos a fazer para que isso aconteça.

É claro que, primeiro você define O QUE fazer para depois definir COMO FAZER.

Então, nessa primeira fase, pegue um papel e uma caneta e escreva sua meta, e as perguntas que você precisa responder para transformar sua meta em realidade.

Por exemplo:

MINHA META: Ter meu próprio negócio.

Perguntas a serem respondidas para que minha meta se cumpra:

1 – Em que área meu negócio irá atuar?

2 – Quais problemas meu negócio irá resolver?

3 – Quem serão os meus clientes?

4 – Quem serão meus concorrentes?

5 – Quanto de dinheiro eu preciso para começar?

6 – Como conseguirei essa quantia?

7 – Quanto tempo eu preciso para levantar essa quantia?

8 – Qual é o nome do meu negócio?

9 – Qual é a primeira coisa que eu tenho que fazer para que o meu negócio aconteça?

10 – Qual é o passo-a-passo, de agora até a empresa funcionando?

Essas são algumas das perguntas que eu faria a mim mesmo para começar um negócio hoje, e com as respostas dessas perguntas, outras perguntas surgiriam em seguida.

Quando você começa a responder essas perguntas, então você tem uma meta.

É assim que você faz com que o seu desejo deixe o campo das ideias e começe a migrar para o campo das metas, ou seja, para o campo onde ideias se tornam realidade.

Seus desejos não se tornam realidade por serem desejos, por mais profundos que eles sejam, e por mais que você acredite que eles se tornarão realidade.

Desejos só se tornam realidade quando se transformam em metas.

Mas ainda assim, apesar de as metas terem uma chance muito maior de se tornarem realidade, elas só serão de fato realidade quando você EXECUTAR o seu plano de ação.

Portanto DESEJE, PLANEJE E FAÇA!

Planeje, mas não demais. Que seja apenas o suficiente para que você coloque seu plano em ação.

O sucesso pertence aos que fazem.

Giordano Narada
maisdoqueideias

Artigos Relacionados


Giordano Narada

Giordano Narada é empresário, criador da maisdoqueideias, acredita que ideias são sementes de realidade. Idealizador de diversos treinamentos onlines, tem ajudado centenas de pessoas a construir renda a partir da Internet começando do zero, defendendo a ideia de que qualquer pessoa pode empreender se tiver apenas dois elementos simples: Vontade e Informação.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *