48 de 101 – O que me faz permanecer de pé?

O que me faz permanecer de pé?Mundo

Hoje, um rapaz que trabalha comigo chamado Caio me fez uma pergunta muito interessante, e eu gostaria de compartilhar com você tanto a pergunta quanto a resposta. Acredito que a minha resposta pode ajudar você a permanecer firme, mesmo quando bate aquela vontade de jogar tudo pro alto.

Hoje somos 6, sentados todos na mesma mesa quadrada, um de frente para o outro. Quando comecei a maisdoqueideias, entendi que precisávamos de velocidade de comunicação e uma interação em “banda larga”. Por isso, temos apenas uma mesa para todos.

Por termos uma mesma mesa e ficarmos todos na mesma sala, nunca estamos sozinhos. Porém hoje, por um breve momento, ficamos apenas nós dois na sala. Então o Caio, que senta do meu lado direito, virou para mim e perguntou:

Giordano, o que te mantém de pé? É Vontade pura?

Ele me perguntou sobre Vontade porque ele sabe como acredito que uma das forças mais poderosas do Universo é a Vontade, a Verdadeira Vontade. Mas hoje a resposta era outra.

Eu respondi que o que me faz ficar de pé são minhas Fontes de Poder. Mas dessa vez eu citei uma fonte de poder que acredito nunca ter dito em público, mas hoje fez sentido compartilhar.

Existem lugares do meu passado que não quero e não vou mais voltar, e a minha determinação em não voltar mais para lá é que me faz ficar de pé, mesmo quando parece que as forças acabaram.

No passado, cortaram minha água e minha luz várias vezes por não ter dinheiro para pagar. Comi arroz com salsicha por meses porque era a comida mais barata.

Já morei em pensão duas vezes, e em uma delas eu dividia duas camas de solteiro com minha mãe e minha irmã. Nós juntávamos as duas camas para os três poderem dormir, e cada noite um dos três dormia no meio, que era a parte mais dura, no intervalo entre os colchões.

Quem dormia mais vezes naquele lugar era minha mãe, claro. Inclusive chamávamos aquele lugar entre as camas de “ótimo”, porque sempre que nos oferecíamos para dormir lá no lugar da minha mãe ela dizia: “Fiquem tranquilos, aqui está ótimo”.

Nós sabíamos que não estava, e então brincávamos à noite perguntando: “Quem vai dormir no ótimo hoje?”. rs.

Já morei de favor, já fiquei sem ter o que comer, já passei vergonha tendo que ver o banco levar o meu carro porque eu não consegui pagar.

Meu filho já pediu pizza e eu não pude comprar, minha mãe já precisou de ajuda e eu não pude ajudar.

Eu já fui pobre. E meus amigos, eu preciso confessar que ser pobre foi a experiência mais humilhante que eu já passei na vida.

Até os meus 30 anos eu vivi pobre. Algumas vezes eu tinha um pouquinho mais de dinheiro, já dava pra comprar uma pizza a mais. Mas eu sempre pensava se aquele dinheiro poderia fazer falta para pagar alguma conta no mês seguinte.

E quando meu filho começou a entender essas coisas, me partiu o coração o ver escolhendo tudo sempre do mais barato, e perguntando sempre se eu teria dinheiro para comprar.

Meu filho sabia que éramos pobres.

No dia em que eu entendi isso, tomei uma decisão: Nunca mais serei pobre novamente.

Eu reuni todos aqueles sentimentos que eu conheci durante anos de impotência, humilhação, medo, fraqueza… aquele sentimento de inferioridade, contando moedas e me sentindo um bosta, um nada, um zero…

Eu juntei tudo aquilo e transformei em raiva.

Isso mesmo, eu fiquei puto.

Eu senti raiva da pobreza em que eu vivia, e decidi que eu não viveria mais assim, eu não seria mais um fracassado.

Meu filho saberia o valor das coisas e nunca mais deixaria de comprar nada por pensar que não podemos pagar. Compraria o que realmente tem valor, pelo preço justo, porém sem medo de que pudesse faltar.

Nada, nunca mais, vai faltar.

Essa foi a minha decisão absoluta, e todas às vezes que eu me vejo fraquejar, eu me lembro dos lugares para onde eu não quero voltar.

Eu não vou voltar.

Não há nobreza na pobreza. Não há nada de bom em ser pobre. Ninguém merece ser pobre e eu assumi como minha verdade absoluta que eu não mereço ser pobre e jamais voltarei a ser.

Eu construo meus negócios com paixão, respeitando meus valores éticos e minha integridade. Não faço apenas por dinheiro, porém, não faço nada por trocados.

Todos os dias eu conquisto minha prosperidade na raça, e quem está por perto já percebeu que eu não paro até conseguir.

Não é para ver se dá certo, é ATÉ dar certo.

O que me mantém de pé?

Meu ódio com relação à pobreza e minha decisão absoluta de nunca, jamais, voltar para aqueles lugares escuros e sombrios que a pobreza me levou um dia.

Nasci para vencer, para sacudir o mundo, para causar um impacto no planeta e deixar a minha marca na história.

Venci, venço e vencerei.

Prosperei, prospero e prosperarei.

Nunca, jamais haverá falta de nada, e sob hipótese alguma voltarei para o buraco de onde saí.

E é isso o que me faz permanecer de pé.

Giordano Narada
maisdoqueideias

Artigos Relacionados


Giordano Narada

Giordano Narada é empresário, criador da maisdoqueideias, acredita que ideias são sementes de realidade. Idealizador de diversos treinamentos onlines, tem ajudado centenas de pessoas a construir renda a partir da Internet começando do zero, defendendo a ideia de que qualquer pessoa pode empreender se tiver apenas dois elementos simples: Vontade e Informação.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *