65 de 101 – Empreendedor Interno ou Empreendedor Externo – Qual deles é você?

Empreendedor Interno ou Empreendedor Externo – Qual deles é você? 

Quebracabeça

Meus sonhos sempre foram enormes, desde os 10 anos quando eu comecei a imaginar uma forma de ajudar moradores de rua a saírem das ruas.

Minha ideia era a de criar uma grande empresa e construir um grande condomínio de prédios. Essa empresa empregaria apenas moradores de rua, formando do zero se fosse preciso, e esse condomínio de prédios os abrigaria. E com o salário que eles ganhassem na empresa, pagariam a prestação do apartamento em que morariam.

No final das contas, a empresa seria lucrativa, os apartamentos seriam pagos por eles mesmos, com dignidade e não como se recebessem esmola, e eu mudaria a vida de todos os moradores de rua da minha cidade, depois do Brasil e do mundo.

Esse foi meu primeiro sonho grande, aos 10 anos. Uma empresa social. Com o tempo eu fui conversando com moradores de rua no Brasil todo, e fui percebendo que a maioria deles não deseja ter um emprego e uma casa. Por alguma razão, parecem encontrar liberdade na rua, e a ideia de ter um emprego e contas para pagar, se preocupar com a aparência e tudo mais, parece ser bem ruim para a maioria deles.

Inclusive conheci um homem, casado e com filhos, que resolveu ser morador de rua. Um ano depois encontrei com ele e ofereci ajuda para sair das ruas, marquei no dia seguinte de ir buscá-lo e ele não apareceu.

Mais um ano se passou e o encontrei novamente. O levei para almoçar e durante o almoço perguntei por que ele não havia aparecido no dia em que marcamos. E ele me explicou que encontrou nos moradores de rua uma família, e a rua agora é um lar para ele.

Segundo esse rapaz, a liberdade e a irmandade que ele encontrou nas ruas nunca encontrou em 40 anos de vida na sociedade comum. Então ele decidiu ficar.

Durante muito tempo eu me lamentei sobre isso, mas em algum momento eu aceitei que um homem não pode ir além daquilo que acredita ser sua verdade.

Minha verdade é que eu posso empreender meus sonhos e transformá-los em realidade, sem limites. Porém, esbarrei no limite da mentalidade daqueles que estão diretamente envolvidos com meus sonhos.

Grave esta frase: Você NUNCA irá além daquilo que aprendeu.

Os limites da sua vida estão na sua mente. Se você aprendeu que viver uma vida modesta é melhor que viver uma vida abundante, a vida modesta é o seu caminho e o seu destino.

Me lembro de ouvir uma música do Tim Maia que dizia “na vida a gente tem que entender que um nasce pra sofrer enquanto o outro ri”.

MENTIRA!

Ninguém nasce pra sofrer. Mas infelizmente tem gente que acredita nisso, e por acreditar, é exatamente o que acontece.

O que você aprendeu como verdade será sempre a verdade que você terá como vida. Será a consequência de como você pensa.

Imagine se fosse possível ter a vida dos seus sonhos, fazendo apenas o que ama fazer e nunca mais ter falta de nada.

Imaginou?

Pois essa imagem que você acabou de ver passar na sua mente É POSSÍVEL!

Tudo o que você puder imaginar, você pode fazer. A mente não é capaz de conceber o inconcebível. Se foi possível imaginar, é possível tornar realidade.

O problema está em sua educação, e na forma como você acredita que as coisas acontecem, ou em como você acredita que as coisas não acontecem.

Eduque sua mente para acreditar naquilo que vai levar você em direção aos seus sonhos realizados. Aceite que você merece ter a vida dos seus sonhos, e que os recursos que você precisa estão disponíveis, apenas aguardando você se posicionar.

É assim que vejo a vida e é por isso que continuo crescendo.

Agora, seja qual for o seu sonho, eu penso que a melhor maneira de realizá-lo é empreendendo, seja interna ou externamente.

O Empreendedor Interno é aquele funcionário que é mais que um funcionário. Ele sente que é responsável pelo crescimento da empresa e sempre vai além daquilo que lhe é pedido.

É o tipo do funcionário que o dono da empresa quer como sócio, e em algum ponto da jornada “comprará” uma parte da empresa com seu trabalho. Esse é o tipo do funcionário que eu contrato aqui na maisdoqueideias. Não contrato empregados, apenas empreendedores internos.

O Empreendedor Interno cresce, ganha dinheiro e liberdade, sem necessariamente correr os riscos que um empreendedor externo corre, quando vai criar uma empresa do zero.

Geralmente o Empreendedor Interno tem sonhos relacionados a um estilo de vida confortável, dinheiro na conta, casas, carros, viagens de férias no mundo todo, escola paga para os filhos, intercâmbio, e por aí vai.

Se seus sonhos estão relacionados a isso, talvez seu caminho seja como um Empreendedor Interno, que muitas vezes começa como um atendente e termina a vida com o diretor/CEO da empresa.

Todo Empreendedor Externo precisa de um Empreendedor Interno ao seu lado, e vice-versa.

Essa é uma forma de empreender para realizar seus sonhos.

Outra forma de fazer isso é empreender o próprio sonho. Esse é mais o caminho do Empreendedor Externo.

Isso porque geralmente o sonho do Empreendedor Externo não é exatamente ter casas confortáveis, carros, viagens de férias exóticas ou coisas assim. O Empreendedor Externo quer ver o seu empreendimento atingir o mundo.

Lembra do meu sonho de tirar os moradores de rua das ruas criando uma grande empresa e um condomínio de prédios?

Pois é, meu objetivo não era o conforto dos bilhões que esse negócio poderia trazer, mas sim tirar os moradores de rua das ruas.

O efeito colateral muito bem vindo disso seria bilhões na conta. Gosto de dinheiro e da liberdade que ele me traz, mas desfrutar do dinheiro vindo de um negócio nunca foi meu objetivo principal.

Minha meta financeira é ter dinheiro suficiente para não precisar pensar em dinheiro, porque minha meta de vida é, na verdade, viver pra sempre. É deixar minha marca na história. É impactar positivamente o máximo de pessoas possível e, de algum modo, servir de exemplo para que essas pessoas vivam seus sonhos.

O Empreendedor Externo é assim. Seu sonho é empreender e não necessariamente o resultado que retorna do empreendimento para ele.

É claro que existem inversões em alguns casos como, por exemplo, o Empreendedor Externo que cria um negócio apenas com o objetivo de obter retorno financeiro para viver a vida de conforto que sempre sonhou para si mesmo e para as pessoas que ama. E também, existe o Empreendedor Interno que decidiu fazer aquela empresa (que não é dele) crescer porque entendeu a visão da empresa e deseja que essa visão se espalhe e que a transformação que a empresa causa aconteça para mais pessoas e negócios no mundo.

Mas esses são mais raros.

De qualquer modo, seja qual for o tipo de empreendedor que você é, é muito importante que você tenha clareza sobre isso. Saber que tipo de empreendedor você é pode fazer a diferença na hora de tomar as decisões mais importantes da sua vida.

Seus sonhos são a coisa mais importante que você tem, e você precisa saber qual caminho seguir para transformar esses sonhos em realidade.

Agora que você já sabe da existência desses diferentes empreendedores, me diga, que tipo de empreendedor você é e como esse caminho vai ajudar você a realizar seus sonhos?

Escreve pra mim no giordano@maisdoqueideias.com ou deixa um comentário aqui embaixo, no blog, ou na fanpage.

Quando você me contar qual é o seu caminho, saberei como ajudar você a chegar lá, onde você decidiu e vai chegar.

Um grande abraço e VAMO PRA CIMA!

Giordano Narada
maisdoqueideias
Empreendedor Externo

Artigos Relacionados


Giordano Narada

Giordano Narada é empresário, criador da maisdoqueideias, acredita que ideias são sementes de realidade. Idealizador de diversos treinamentos onlines, tem ajudado centenas de pessoas a construir renda a partir da Internet começando do zero, defendendo a ideia de que qualquer pessoa pode empreender se tiver apenas dois elementos simples: Vontade e Informação.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *